Início / Futebol / Até quando, Eurico?

Até quando, Eurico?

Até quando o Eurico vai querer se colocar a frente da instituição e achar que sabe mais do que todo mundo sobre Vasco? Não, Eurico! Você não sabe tudo sobre o Vasco! E não me venha falar em títulos como o Brasileiro e Libertadores, o presidente se chamava Antônio Soares Calçada. Ou você credita as conquistas nos dirigentes?

Como presidente do Vasco, nunca passou de títulos Estaduais, que servem para o que mesmo? Vencer rivais e fingir que está tudo bem? Não é assim que funciona, pode ter certeza. Enfim, vamos falar de 2017.

O ano começou com apenas Escudero de reforço, esse que surgiu como presente de natal em 2016… Parece piada, mas não é! Mas tudo bem, vieram outros jogadores que poderiam dar certo. Em principal, as chegadas de Gilberto, Wagner, Kelvin e Luis Fabiano. Além das apostas em Muriqui, Jean e Manga Escobar.

Bom, o elenco foi reforçado, agora falta entrosamento e TREINAMENTO. Mas quem vai treinar este time? Já estamos em março e até hoje não sabemos. Até porque o responsável por isso no Vasco era Cristóvão Borges, um profissional que incrivelmente não deu certo em time nenhum. Chegou ao Vasco já com a reprovação de 90% dos vascaínos. Os maus resultados em campo intensificaram ainda mais a condenação da torcida, que hoje parece ser de 100%.

O Vasco em 2017 não venceu nenhum time de série A do Campeonato Brasileiro. Na Florida Cup, foi goleado pelo Corinthians. No Estadual, goleada para o Fluminense logo na estreia e eliminado para o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara. Na Copa do Brasil, empate com o Vitória em São Januário e derrota no Barradão. Em todos esses jogos, os mesmo erros visíveis de que o técnico era fraco.

No dia seguinte a eliminação na Copa do Brasil, Cristóvão Borges deixou o Vasco. Tarde demais, o time poderia ter ido longe na competição. Mas pensando em uma boa campanha para o Brasileirão é válido. Porém, o substituto precisa ser alguém de nível. Nada de PC Gusmão ou efetivação de Valdir Bigode. O Vasco precisa de alguém com experiência, que vai levar o time para as cabeças, como foi prometido pelo presidente em todas as entrevistas.

Por fim, é bom deixar claro que o Club de Regatas Vasco da Gama nunca em sua história precisou de Eurico Miranda para ser gigante, e não é hoje que vai precisar. Aliás, ultimamente só está atrapalhando, já passou da hora de deixar São Januário e nunca mais voltar.

Sobre Lucas

Carioca, 20 anos, estudante de jornalismo e apaixonado por esportes.